Detido de Guantánamo está perto de transferência para Arábia Saudita

Washington, 20 Fev 2018 (AFP) - Um saudita detido na prisão militar americana de Guantánamo, que foi condenado pelo atentado com bomba contra o petroleiro francês "Limburg" em 2002, pode ser transferido para a Arábia Saudita, afirmou o Pentágono nesta terça-feira (20).

Se a transferência for concretizada, Ahmed Mohammed Ahmed Haza al-Darbi será o primeiro preso a deixar Guantánamo desde a chegada ao poder do presidente americano, Donald Trump.

"Após o cumprimento de todas as condições, terá a chance de pedir para cumprir a pena restante isolado no reino da Arábia Saudita", indicou a comandante Sarah Higgins, porta-voz do Departamento de Defesa, em comunicado.

"Estas condições, que não dependem de Al-Darbi, não foram concluídas. Permanecerá em Guantánamo até que os detalhes sejam resolvidos", acrescentou.

O saudita colabora com as autoridades americanas desde que se declarou culpado, há quatro anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos