PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Resolução da OEA diz que a Venezuela deve adiar eleições de abril

Em Washington

23/02/2018 14h30

A Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou nesta sexta-feira uma resolução na qual pede ao governo da Venezuela que adie as eleições previstas para 22 de abril e apresente outro calendário eleitoral.

Por 19 votos a 5, com 8 abstenções, o Conselho Permanente da entidade formulou um pedido à Venezuela que "reconsidere a convocação de eleições presidenciais e apresente um novo calendário eleitoral", de acordo com o texto resolução.

A reunião do Conselho Permanente da OEA foi solicitada por Argentina, Brasil, Estados Unidos, México, Panamá e Santa Lúcia e acontece na sede do organismo, em Washington.

Esses pontos evocam as exigências feitas na semana passada pelo Grupo de Lima, surgido em 2017 para abordar a crise venezuelana e que conta com 14 dos 35 países americanos.

O Conselho Nacional Eleitoral venezuelano estabeleceu a data de 22 de abril, depois que a Assembleia Nacional Constituinte (ANC) antecipou a disputa presidencial. Em geral, ela ocorre no fim do ano.

O texto promovido na OEA alega que esse cenário "impossibilita a realização de eleições democráticas, transparentes e confiáveis". Pede ainda que a Venezuela implemente medidas para evitar o agravamento da situação humanitária da população, diante de uma inflação galopante e da escassez de alimentos e de remédios.

Internacional