Estados Unidos aprovam venda de mísseis antitanque para Ucrânia

Washington, 1 Mar 2018 (AFP) - Os Estados Unidos aprovaram formalmente a venda de mísseis antitanque Javelin ao governo da Ucrânia, informou nesta quinta-feira (1) o Departamento de Estado, em um gesto que deverá despertar a ira da Rússia.

De acordo com as informações, a autorização outorgada à agência americana de Cooperação em Segurança e Defesa (DSCA, em inglês) compreende 210 mísseis e 37 lançadores, totalizando cerca de 47 milhões de dólares.

Funcionários do Departamento americano da Defesa e empresas contratadas serão responsáveis pelo transporte de armas e treinamento das forças ucranianas, que enfrentam grupos armados apoiados pela Rússia.

De acordo com uma declaração emitida pelo Departamento de Estado, "o sistema Javelin" ajudará os ucranianos a construírem sua capacidade de longo prazo para defender sua soberania e integridade territorial".

Estados Unidos e países ocidentais apoiam a Ucrânia em seus esforços pela reunificação do país depois que a Rússia anexou a região da Crimeia.

Entretanto, Washington até agora tem sido cauteloso em fornecer armamento ao governo de Kiev para evitar uma degradação ainda mais acentuada nas relações com Moscou.

Segundo a DSCA, a venda dos mísseis Javelin "não altera o equilíbrio militar básico na região".

Se o Congresso não colocar objeções à transação, os fabricantes Raytheon e Lockheed Martin poderão começar as entregas dos mísseis em um período de dois meses.

RAYTHEON

LOCKHEED MARTIN

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos