Detido na Alemanha suposto cérebro russo de tráfico de coca na Argentina

Berlim, 2 Mar 2018 (AFP) - O russo Andrei Kovalchuk, suspeito de ser o cérebro de uma rede de tráfico de cocaína na embaixada da Rússia na Argentina, foi detido na Alemanha - anunciou a Polícia alemã nesta sexta-feira (2).

"Unidades de Berlim prenderam Kovalchuk. Atualmente, encontra-se sob custódia da Polícia", disse um porta-voz policial à AFP.

Suspeita-se de que o detido estivesse à frente de uma rede de tráfico de drogas na Argentina. Em um anexo da embaixada russa em Buenos Aires foram encontrados quase 400 quilos de cocaína.

Ele é acusado de ter "constituído uma organização criminosa, cujo objetivo era o tráfico de cocaína da Argentina para a Rússia".

Andrei Kovalchuk era considerado foragido na Alemanha.

Escondida em 16 malas, a droga foi descoberta após uma denúncia do embaixador russo, Viktor Koronelli.

"De grande pureza", a droga tem valor "de cerca de 50 milhões de euros (US$ 62 milhões) no mercado russo" e estava destinada à Rússia e, provavelmente, à Alemanha, segundo os investigadores.

alf-dsa/jhd/erl/me/pb/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos