Novos distúrbios na Índia motivados por castas inferiores

Nova Délhi, 4 Abr 2018 (AFP) - Centenas de agentes das forças de segurança foram mobilizados nesta quarta-feira em um distrito da Índia para garantir o respeito ao toque de recolher determinado após o incêndio das casas de duas figuras políticas locais procedentes da casta inferior Dalit.

Em um momento de grande tensão sobre os direitos das castas, quase 5.000 pessoas revoltadas queimaram as casas de um legislador estadual e de um ex-deputado no distrito de Karauli, no estado de Rajasthan.

Isto aconteceu após um protesto dos Dalits, que criticam uma decisão da Suprema Corte que anulou uma lei que obrigava a detenção sistemática dos suspeitos de discriminar ou agredir as castas inferiores.

Ninguém estava dentro das casas incendiadas.

"Algumas pessoas foram detidas pela violência e os incêndios. Instauramos um toque de recolher e mobilizamos entre 600 e 700 agentes de segurança", explicou Abhimanyu Kumar, funcionário do governo local.

Após a decisão de março da Suprema Corte, várias organizações de "dalits" (antes conhecidos como "intocáveis"), que representam uma população de 200 milhões de pessoas do total de 1,25 bilhão da Índia, iniciaram uma greve geral.

Protestos foram registrados em vários estados do norte do país, como Punjab, Biahr ou Rajasthan. Na segunda-feira, pelo menos seis pessoas morreram nas manifestações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos