Disparos contra vigília pró-Lula deixam dois feridos em Curitiba

São Paulo, 28 Abr 2018 (AFP) -

Duas pessoas ficaram feridas na madrugada deste sábado (28) durante um tiroteio contra participantes da vigília a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, detido em Curitiba, no Paraná, denunciou o Partido dos Trabalhadores (PT).

Em nota oficial divulgada pelo partido, integrantes da vigília e de outras organizações repudiaram "o ataque a tiros contra o acampamento Marisa Letícia [...] que resultou em duas pessoas feridas, uma delas de forma grave, com um tiro no pescoço".

O homem ferido, identificado como militante de São Paulo, está na UTI de um hospital em Curitiba, informou o PT, qualificando o incidente como "atentado".

A vigília para Lula, preso desde 7 de abril, conta com a presença de altos quadros do PT e está localizada a 800 metros da sede da Polícia Federal de Curitiba.

"É uma barbaridade", tuitou a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, sábado pela manhã.

"Esperamos providências rigorosas por parte das autoridades de segurança", afirmou.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, um pedestre realizou vários disparos. Alguns deles atingiram um banheiro químico, provocando estilhaços que feriram levemente o ombro de uma mulher.

O comunicado oficial informou também que foram coletados cartuchos 9 mm no local.

Após o incidente deste sábado, a Prefeitura de Curitiba oficializou na justiça regional um novo pedido para que Lula seja tranferido. O ex-presidente está em uma cela especial de 15 m2 no quatro piso da sede da Polícia Federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos