PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Defesa antiaérea síria responde a uma 'agressão' contra base aérea

08/07/2018 17h53

Damasco, 8 Jul 2018 (AFP) - A defesa antiaérea síria respondeu neste domingo (8) à noite a uma "agressão" contra a base aérea T4 na província central de Homs, indicou a agência de notícias oficial Sana, sem detalhar a origem deste ataque.

"O aeroporto T4 (...) foi bombardeado com mísseis", afirmou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). Esta mesma base foi bombardeada em abril e Damasco acusou Israel.

O diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahman, informou à AFP que "o aeroporto T4 e os arredores de Palmira (...) foram bombardeados com mísseis", estimando que se tratava provavelmente de bombardeios israelenses.

Informou que o bombardeio atingiu "combatentes iranianos no aeroporto" e disse que há mortos entre os combatentes e outras forças pró-regime sem dar um balanço.

Além das milícias iranianas e as tropas do regime também estão presentes na base os combatentes do Hezbolah xiita libanês, segundo o OSDH.

Em 9 de abril a base T4 foi bombardeada com mísseis. Pelo menos 14 combatentes morreram, entre eles sete iranianos. Irã, Síria e Rússia acusaram Israel pelo ataque.

Em 10 de fevereiro, Israel anunciou, depois de interceptar um drone vindo da Síria, um ataque de "grande envergadura" nesse país contra 12 alvos. Disse então abertamente pela primeira vez ter atacado alvos iranianos. A defesa antiaérea síria respondeu o ataque. Um F-16 israelense caiu no norte de Israel.

Desde que começou o conflito em 2011 na Síria, Israel ataca regularmente alvos do exército sírio e do Hezbolah libanês, mas sem reconhecer sua responsabilidade na maioria dos casos.

"Não comentamos informações da imprensa estrangeira", indicou neste domingo um porta-voz do exército israelense.

bur-rh/feb/bpe/pa/cc

Internacional