PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Juíza da Suprema Corte dos EUA Ruth Ginsburg deixa hospital

26/12/2018 13h50

Washington, 26 dez 2018 (AFP) - Ruth Bader Ginsburg, a juíza mais antiga da ala progressista agora minoritária na Suprema Corte dos Estados Unidos, saiu do hospital, onde foi operada na sexta-feira para a retirada de nódulos - anunciou o Supremo.

A juíza de 85 anos "saiu ontem (terça-feira) do hospital e continua a convalescença em sua residência", informou a mais alta corte da Justiça americana, sem mais detalhes.

Na sexta, Ginsburg se submeteu a uma lobectomia pulmonar no Memorial Sloan Kettering Cancer Center de Nova York para retirar os nódulos.

A descoberta desses nódulos se deu no mês passado, graças aos exames de raio X feitos após uma queda, na qual ela fraturou três costelas.

Depois da operação, acrescentou o Supremo, nenhum outro tumor foi detectado.

Nomeada pelo presidente Bill Clinton, em 1993, Ruth Ginsburg é um dos quatro magistrados considerados politicamente liberais nesta Casa de nove membros.

Desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2017, o presidente Donald Trump teve a oportunidade de substituir dois juízes, inclinando o equilíbrio da balança a favor dos conservadores.

Agora, a saúde de Ginsburg é alvo de muita atenção, em meio às preocupações dos mais progressistas. Em caso de falecimento, ou de sua aposentadoria por razões de saúde, Trump teria mais uma opção, consolidando a ideologia conservadora na Suprema Corte para a próxima geração.

chp/iba/lb/gv/tt

Internacional