PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Presidente afegão pede 'negociações sérias' aos talibãs

28/01/2019 08h57

Cabul, 28 Jan 2019 (AFP) - O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, fez um apelo nesta segunda-feira aos talibãs para que iniciem "negociações sérias" com o governo afegão, após vários dias de discussões entre o grupo insurgente e representantes americanos.

"Apelo aos talibãs que mostrem sua vontade afegã, para aceitar a exigência de paz dos afegãos e a iniciar negociações sérias com o governo afegão", disse Ghani em um discurso pronunciado no palácio presidencial e exibido pela televisão.

As autoridades afegãs reclamam de sua exclusão das discussões que acontecem no Catar e advertiram que qualquer acordo entre os Estados Unidos e os talibãs tem que ser aprovado pelo governo de Cabul.

Até agora, os talibãs se negaram a falar diretamente com o governo afegão, que consideram uma "marionete" dos Estados Unidos.

"Queremos a paz, queremos rápido, mas a queremos com um plano", declarou Ghani.

"Não esquecemos que as vítimas desta guerra são afegãos e que o processo de paz debe ser dirigido pelos afegãos", completou.

Ashraf Ghani pronunciou o discurso um dia depois de um encontro com o enviado especial americano, Zalmay Khalilzad, que participou nas negociações de Doha.

Khalilzad afirmou a Ghani que o governo americano segue convencido que "a única solução para uma paz duradoura no Afeganistão é um diálogo entre afegãos" e que seu papel consiste em "facilitar negociações entre os afegãos".

Zalmay Khalilzad chegou a Cabul no domingo, após seis dias de negociações entre representantes talibãs e funcionários americanos no Catar.

Após a reunião, as duas partes citaram "avanços" nas negociações.

mam-emh-lab/ahe/jhd/zm/pc/fp

Internacional