PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Detida nas Filipinas jornalista crítica ao governo

28/03/2019 23h31

Manila, 29 Mar 2019 (AFP) - A jornalista filipina Maria Ressa foi detida nesta sexta-feira sob a acusação de fraude, em uma ação que defensores da liberdade de imprensa consideram uma represália por suas críticas ao presidente Rodrigo Duterte.

Ressa, considerada pela revista Time como uma das Personalidades do Ano de 2018, foi detida ao desembarcar no Aeroporto de Manila, revelou Beth Frondoso, fundadora do site de análises Rappler.

"A detiveram no aeroporto. Agora estamos apresentando um pedido de liberdade sob fiança", disse Frondoso à AFP.

A jornalista é acusada de violar uma lei que proíbe a participação financeira de estrangeiros em certos setores filipinos, como a imprensa.

O site Rappler, financiado por Ressa, ficou conhecido por investigar as consequências da guerra contra as drogas promovida por Duterte, que já deixou milhares de mortos.

As autoridades filipinas já haviam detido Ressa em fevereiro, por difamação na Internet, acusação que provocou uma onda de condenação internacional.

Internacional