Topo

Presidente filipino ordena envio de toneladas de lixo ao Canadá

2019-05-22T18:23:00

22/05/2019 18h23

Manila, 22 Mai 2019 (AFP) - O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou que toneladas de lixo despejadas em território filipino anos atrás por uma empresa canadense sejam enviadas de volta ao Canadá, disse seu porta-voz na quarta-feira (22), embora Ottawa já tenha anunciado que iria recuperar a carga, motivo de disputa diplomática.

Se Ottawa não aceitar formalmente a remessa de lixo, ela será descarregada nas águas territoriais do Canadá, alertou Salvador Panelo, porta-voz do presidente.

O lixo está armazenado em dezenas de contêineres que uma empresa canadense enviou para as Filipinas em 2013 e 2014 - aparentemente para reciclar - e a questão sobre o que fazer com ele já é um problema há anos.

Na semana passada, Manila retirou seu embaixador em Ottawa porque o Canadá não cumpriu o prazo de 15 de maio para repatriar os dejetos.

"Se o Canadá não aceitar o lixo, vamos despejá-lo nas águas territoriais ou 12 milhas náuticas no mar a partir da linha de base de qualquer das costas do seu país", disse o porta-voz do presidente filipino à imprensa.

"Se o Canadá não aceitar o lixo, vamos despejá-lo nas águas territoriais ou nas 12 milhas náuticas no mar a partir da linha de base de qualquer das costas do seu país."

Panelo disse que a ordem será cumprida "imediatamente".

Em comunicado na quarta-feira, a ministra canadense do Meio Ambiente, Catherine McKenna, disse que a Bollore Logistics recebeu um contrato para "devolver o lixo com segurança ao Canadá".

O ministro disse que a empresa planeja retirá-los até o final de junho e depositá-los no Canadá no final do verão (boreal).

As relações diplomáticas dos dois países ficaram tensas desde que o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau, pouco depois de assumir o cargo, criticou a violenta repressão de Duterte ao tráfico de drogas.

Mais Internacional