Topo

EUA sancionam membro do Hezbollah que teria planejado ataque de 1994 na Argentina

19/07/2019 13h56

Washington, 19 Jul 2019 (AFP) - Os Estados Unidos impuseram sanções financeiras, nesta sexta-feira (19), e ofereceram uma recompensa por Salman Raouf Salman, um líder do movimento xiita libanês Hezbollah suspeito de ser o autor intelectual do atentado de 1994 contra a associação judaica Amia na Argentina.

O ataque deixou 85 mortos.

O Tesouro informou que, a partir de agora, Salman terá congelado qualquer ativo que possua nos Estados Unidos e será impedido de fazer negócios com pessoas e empresas americanas, em seu nome, ou no do Hezbollah, enquanto o Departamento de Estado ofereceu 7 milhões de dólares por informação sobre seu paradeiro.

O anúncio acontece em um momento em que o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, encontra-se em Buenos Aires, nesta sexta, para participar da Segunda Conferência Ministerial Hemisférica de Luta contra o Terrorismo. O evento coincide com o 25º aniversário do ataque à sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia), que continua impune.

bur-ad/lda/cc/tt

Mais Internacional