PUBLICIDADE
Topo

Facebook oferece US$ 100 mi para ajudar jornais atingidos por pandemia de coronavírus

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook - Chesnot/Getty Images
Mark Zuckerberg, fundador do Facebook Imagem: Chesnot/Getty Images

Da AFP, em Washington

30/03/2020 13h22

O Facebook anunciou hoje que doará US$ 100 milhões para os meios de comunicação atingidos pelas consequências econômicas da pandemia de coronavírus, citando a necessidade de informações confiáveis sobre a crise.

"O setor de notícias está trabalhando em condições extraordinárias para manter o público informado durante a pandemia de covid-19", afirmou o diretor do Facebook responsável pelo relacionamento da rede com a mídia, Campbell Brown.

"Em uma época em que o jornalismo é mais necessário do que nunca, a receita com publicidade está diminuindo, devido ao impacto econômico do vírus", acrescentou.

"Os jornalistas [de veículos] locais estão sendo atingidos, mesmo quando as pessoas procuram informações importantes para manter seus amigos, familiares e comunidades em segurança", completou.

A ajuda inclui US$ 25 milhões em bolsas de emergência para meios locais, por intermédio do Facebook Journalism Project, e US$ 75 milhões em iniciativas de marketing "para transferir dinheiro para organizações de notícias em todo mundo", segundo o comunicado.

O Facebook disse que oferecerá subsídios à "mídia mais carente dos países mais atingidos".

Recentemente, Google e Facebook intensificaram seus esforços para ajudar os meios de comunicação, ao mesmo tempo em que são criticados por dominar a publicidade na internet, dificultando as estratégias dos veículos para obter renda online.

O Facebook também conduz um programa de verificação de fatos ("fact-checkers") com parceiros, incluindo a AFP e outras agências de notícias, como Reuters e Associated Press.

Coronavírus