PUBLICIDADE
Topo

Sudão autoriza consumo de álcool após 37 anos

12/07/2020 13h37

Cartum, 12 Jul 2020 (AFP) - O Sudão decidiu autorizar o consumo de bebida alcoólica aos não muçulmanos, que estava proibido desde 1983 no país, onde a legislação continua sendo muito conservadora mais de um anos após a queda do ex-presidente Omar el Beshir.

No sábado, o ministro da Justiça, Nasredin Abdelbari, anunciou a supressão do artigo artículo 126 do Código Penal sobre a apostasia, que punia o consumo de álcool com a pena de morte.

Uma "emenda autoriza os não muçulmanos a consumir bebida alcoólica fora do espaço público, desde que não provoquem problemas", afirmou o ministro em uma entrevista à TV pública.

O consumo de álcool permanece proibido aos sudaneses de confissão muçulmana.

Os não muçulmanos representam 3% da população sudanesa, de acordo com dados oficiais.

A proibição do álcool foi instaurada em 1983 pelo ex-presidente Gaafar Nimeiri.

Depois de chegar ao poder com um golpe de Estado apoiado pelos islamitas em 1989, Omar el Beshir apoiou a prática estrita do islã no país.

Beshir foi destituído em abril de 2019, quatro meses depois do início dos protestos populares provocadas pelo aumento do preço do pão.