PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Biden quer posse 'segura' e reduzida, sem aglomerações

Biden quer posse "segura" e reduzida, sem aglomerações - Leah Millis/Reuters
Biden quer posse 'segura' e reduzida, sem aglomerações Imagem: Leah Millis/Reuters

04/12/2020 19h14

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou hoje que espera que sua posse em janeiro seja um evento em escala reduzida, com ênfase na segurança por causa da pandemia do coronavírus.

"Vamos seguir a ciência e as recomendações dos especialistas para manter as pessoas seguras", disse Biden a repórteres.

"Portanto, é altamente improvável que haja um milhão de pessoas no passeio", declarou. "Meu palpite é que provavelmente não haverá um desfile inaugural gigantesco na Avenida Pensilvânia."

"Meu palpite é que haverá uma cerimônia em um palanque, mas não sei como tudo vai funcionar", afirmou.

Presidentes recentes fizeram o juramento em uma cerimônia ao ar livre no Capitólio dos Estados Unidos com a presença do antecessor, mas o presidente Donald Trump não quis se comprometer a comparecer ao evento e segue se recusando a admitir a derrota nas eleições.

Biden, de 78 anos, deve tomar posse como 46º presidente dos Estados Unidos em 20 de janeiro de 2021.

Ele disse que espera que a posse seja "algo mais próximo do que foi a convenção (democrata) do que uma posse típica". A convenção do Partido Democrata foi majoritariamente virtual, devido à covid-19.

"Acredito que vocês verão muitas atividades virtuais em estados de toda a América envolvendo ainda mais pessoas do que antes", especulou Biden.

"As pessoas querem celebrar", disse ele. "As pessoas querem poder dizer que passamos o bastão, estamos seguindo em frente, a democracia está funcionando."

Biden disse que tinha certeza de uma coisa: "em meu discurso inaugural, vou pedir às pessoas que se comprometam por 100 dias a usar máscara".

Internacional