PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Caçadores matam urso que atacou quatro pessoas em cidade do Japão

Urso pardo foi morto por caçadores em Sapporo, no Japão, após ferir 4 pessoas - Jiji Press/AFP
Urso pardo foi morto por caçadores em Sapporo, no Japão, após ferir 4 pessoas Imagem: Jiji Press/AFP

18/06/2021 06h39Atualizada em 18/06/2021 07h29

Tóquio, 18 Jun 2021 (AFP) - Caçadores mataram um urso pardo no norte do Japão, nesta sexta-feira (18), depois que o animal cruzou a cidade de Sapporo, onde feriu quatro pessoas e percorreu ruas movimentadas.

A cidade de Sapporo informou no Twitter que o urso foi "exterminado", e a televisão local disse que caçadores mataram o animal a tiros.

Imagens de televisão mostraram o urso andando por uma rua residencial, cruzando uma rodovia movimentada e arranhando os portões de um posto militar, de onde soldados assustados fugiram.

Um soldado ficou ferido durante as andanças do urso pela cidade, que sediará a maratona dos Jogos de Tóquio. Outra vítima foi atacada pelo urso pelas costas, conforme imagens transmitidas por emissoras locais de televisão.

A presença do urso levou ao fechamento de escolas e ao cancelamento de voos de um pequeno aeroporto regional, informou a televisão NHK.

Mais cedo, o porta-voz do governo, Katsunobu Kato, disse aos moradores da região de Hokkaido para se manterem em alerta.

"Um total de quatro pessoas, incluindo um soldado, foram atacadas e feridas pelo urso pardo", disse o porta-voz.

Uma das vítimas tem em torno de 40 anos idade, outra, 70, e outra, 80, relatou a NHK, sem dar detalhes sobre o quarto ferido.

Este não foi o único incidente relacionado a ursos no país.

Na cidade de Suzaka, em Nagano, as autoridades informaram que uma mulher de 89 anos foi atacada em seu jardim e quebrou o braço.

Os ursos negros são nativos de grande parte do Japão, incluindo a ilha principal do país, enquanto os ursos pardos se encontram em Hokkaido, ao norte.

A Sociedade Japonesa de Ursos e Bosques advertiu que os ursos têm sido cada vez mais vistos em áreas povoadas por humanos em busca de alimento.

Internacional