PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

Morre palestino baleado pelo exército israelense na Faixa de Gaza

06.jun.2021 - Soldados israelenses ao longo da fronteira de Israel com a Síria - Uriel Sinai/Getty Images
06.jun.2021 - Soldados israelenses ao longo da fronteira de Israel com a Síria Imagem: Uriel Sinai/Getty Images

Da AFP, em Gaza

25/08/2021 06h58Atualizada em 25/08/2021 07h32

Um palestino morreu hoje em consequência dos ferimentos causados dias antes por tiros disparados pelo Exército israelense durante confrontos ao longo da barreira fronteiriça que separa a Faixa de Gaza do território de Israel — informaram as autoridades do enclave.

Osama Khaled Daiah, de 32 anos, originário do acampamento de refugiados de Jabalia (norte), foi ferido na terça-feira durante manifestações perto da barreira que separa Israel deste microterritório palestino, sob bloqueio israelense há 15 anos.

Outras 40 pessoas, entre elas um garoto de 13 anos, também foram feridas por tiros israelenses.

Um membro das forças de segurança israelenses foi atingido por tiros procedentes do enclave palestino e continua em estado crítico.

O movimento islâmico Hamas, que controla Gaza, havia convocado o protesto para relembrar o incêndio da mesquita de Al Aqsa, em Jerusalém, há 52 anos.

Várias facções palestinas convocaram uma nova manifestação para hoje à tarde, perto da fronteira, no setor de Khan Yunis, para protestar contra o bloqueio imposto pelo Estado hebreu e contra a ocupação israelense na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.

Há pouco mais de três meses, Israel e Hamas assinaram uma trégua após os piores incidentes em anos. Durante 11 dias, em maio passado, Israel bombardeou a Faixa de Gaza em retaliação às centenas de foguetes lançados deste território.

Internacional