Secretário do Rio diz que ajuda da Força Nacional ainda não é necessária

Da Agência Brasil

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Roberto Sá, agradeceu a ajuda da Força Nacional, oferecida pelo Ministério da Justiça ao governo fluminense, mas informou que, por enquanto, a mobilização dos agentes federais não é necessária. A informação foi divulgada pela assessoria do secretário.

Sá participou na tarde deste domingo do velório coletivo, no Batalhão de Choque, no centro do Rio, de três dos quatro policiais militares mortos ontem na queda do helicóptero na comunidade Cidade de Deus, zona oeste da capital fluminense.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, havia oferecido o aparato da Força Nacional de Segurança que está no Rio para auxiliar nas ações que estão sendo realizadas na comunidade.

"O ministro Alexandre de Moraes está acompanhando os fatos ocorridos no Rio de Janeiro e desde ontem vem mantendo contato direto e constante com o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro", diz nota do ministro. "Por oportuno, o ministro também colocou à disposição do governo local o efetivo da Força Nacional que está na cidade para prestar apoio na segurança pública da Cidade de Deus".

O presidente Michel Temer usou sua conta oficial do Twitter para lamentar a morte dos quatro policiais militares após a queda de um helicóptero da PM na noite de sábado (19) no Rio. "Lamentável a morte dos 4 PMs que cumpriam o seu dever durante operação no Rio de Janeiro. A minha solidariedade aos familiares e amigos", disse Temer. O presidente ainda reforçou sua confiança no trabalho da PM: "reitero minha confiança e apoio ao trabalho das forças policiais, sempre comprometidas no combate ao crime".

O governador Luiz Fernando Pezão decretou luto oficial por três dias no Estado pelas mortes dos PMs. "Reconhecemos e agradecemos a dedicação da Polícia Militar no combate ao crime e, em especial, dos policiais que perderam a vida no exercício de proteger e defender a sociedade. Expresso meus sentimentos aos parentes e amigos dos militares. Vamos seguir em frente em defesa dos cidadãos fluminenses", disse.

Queda de helicóptero

A Cidade de Deus, comunidade na zona oeste do Rio, passa por grande operação policial desde o início da manhã deste domingo (20). Moradores da região relatam tiroteios e viram pelo menos três helicópteros sobrevoando o local de manhã.

A ação ocorre após a queda de um helicóptero da Polícia Militar (PM), durante operação na comunidade no início da noite de ontem (19). Em nota, a PM confirmou a queda da aeronave e a morte dos quatro tripulantes.

(Com Agência Estado)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos