PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
4 meses

Rio suspende visitas a pacientes para evitar contágio pela ômicron

Hospital Estadual Eduardo Rabello, no Rio de Janeiro - Reprodução
Hospital Estadual Eduardo Rabello, no Rio de Janeiro Imagem: Reprodução

19/01/2022 11h39Atualizada em 19/01/2022 14h39

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro informou que visitas a pacientes internados nas unidades da rede estadual estão suspensas temporariamente. "A medida é necessária devido ao aumento dos casos de covid-19 no estado e ao elevado poder de transmissão da nova variante Ômicron", diz a pasta.

A secretaria ressaltou que a medida não atinge o direito a acompanhantes de pessoas protegidas por lei. "Ou seja, continua permitida a presença de acompanhantes para crianças, idosos, deficientes físicos e pacientes com transtornos mentais internados nas unidades. Todo acompanhante deve assinar declaração de assintomático no momento da entrada na unidade de saúde" afirma.

Segundo a SES, em casos específicos, eventualmente definidos por necessidade avaliada pela gestão da unidade, pode ser autorizada a visita duas vezes por semana, como de pacientes com incapacidade psicológica, motora, intelectual ou em casos de extrema gravidade.

A SES informou que determinou às unidades de saúde garantir ao paciente internado sem acompanhante a realização de visita virtual por familiar pelo menos duas vezes por semana.

Os acompanhantes são avisados da determinação com antecedência.

Capital fluminense

Na cidade do Rio, devido ao alto risco de contágio da covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde suspendeu por 15 dias visitas a pacientes internados em hospitais da rede. A permanência de acompanhantes continua permitida para menores de idade, idosos e portadores de deficiência.

Coronavírus