Grupo sem-teto ocupa plenário da Câmara Municipal de São Paulo

Em São Paulo

  • André Bueno/CMSP

    Grupo ocupou por pouco mais de um hora plenário da Câmara Municipal de São Paulo

    Grupo ocupou por pouco mais de um hora plenário da Câmara Municipal de São Paulo

Representantes da "Comunidade do Cimento", favela erguida sob o Viaduto Bresser, na zona leste de São Paulo, ocuparam o plenário da Câmara Municipal na tarde desta quarta-feira (11) para protestar contra a reintegração de posse do terreno, marcada para domingo, a partir das 6 horas. Liderado pelo padre Júlio Lancelotti, da Pastoral da Rua, o grupo pediu ajuda aos vereadores para adiar a saída dos moradores.

Surpreendido, o presidente da Casa, Antonio Donato (PT), adiou o início da sessão plenária e deu voz aos manifestantes. Lancelotti reivindicou uma atenção maior do poder público à população da rua, que "cresce a olhos nus" e ampliação dos programas habitacionais, especialmente o modelo de locação social, onde as famílias pagam aluguel subsidiado pela Prefeitura.

Donato explicou que a Câmara Municipal não tinha como intervir no processo, já que a ação de reintegração é pedido da Prefeitura, mas se comprometeu a argumentar com a gestão Fernando Haddad (PT) sobre a possibilidade de dilação do prazo. Diante da proposta, o grupo deixou a Casa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos