PM e usuários de drogas entram em confronto na Cracolândia

São Paulo - Policiais militares e dependentes químicos entraram em confronto na tarde desta quinta-feira, 23, na Cracolândia, região central da capital paulista. Os usuários de drogas fizeram barricadas e atearam fogo para impedir o avanço dos PMs. Os policiais usaram balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral. Ao menos cinco PMs e um fotógrafo ficaram feridos.

Segundo a Polícia Militar, a confusão começou após a prisão de dois suspeitos na Alameda Barão de Piracicaba. Um grupo de pessoas foi para cima dos agentes, que buscaram apoio do Corpo de Bombeiros. Ainda de acordo com a PM, dependentes químicos jogaram pedras em direção aos bombeiros.

O coronel Alexandre Gasparian, comandante do policiamento na área, afirmou que um grupo de usuários tentou invadir o Corpo de Bombeiros. Os policiais feridos durante o confronto foram socorridos e levados ao Hospital Militar. A Força Tática e o Grupamento Aéreo foram enviados à região.

O fotógrafo Dario de Oliveira foi baleado na perna. Socorrido por moradores e comerciantes da região, foi levado ao hospital pelos bombeiros. Segundo o relato de jornalistas, cinegrafistas e fotógrafos que estavam no local, o tiro partiu do chamado fluxo. Não se sabe se a bala era de fogo ou borracha.

A Guarda-Civil Metropolitana, localizada na Alameda Dino Bueno, montou uma linha de bloqueio para evitar o avanço dos dependentes químicos sobre os agentes. Outro grupo tentou ocupar a Rua Helvétia, mas foi impedido por um bloqueio da PM.

Às 14 horas, o embate entre PMs e usuários de droga continuava na esquina da Helvétia com a Barão de Piracicaba.

A ocorrência foi registrada no 77º Distrito Policial (Santa Cecília).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos