PUBLICIDADE
Topo

MEC afirma que vai não vai renovar contrato com entidade que gera TV Escola

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Mateus Vargas

Brasília

13/12/2019 13h30

O Ministério da Educação (MEC) informou hoje que não renovará o contrato com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), responsável por gerir a TV Escola. O contrato se encerra no fim deste ano.

Questionado se encerrará as atividades da TV Escola, o MEC afirmou que "estuda a possibilidade de as atividades do canal serem exercidas por outra instituição da administração pública". Somente no ano passado, o contrato com a Roquete Pinto foi de R$ 73 milhões, mas sofreu redução neste ano.

A TV Escola foi criado em 1995 e é transmitida em canal aberto em algumas cidades do País. A TV chegou a fazer parte do Ministério da Educação, mas desde 2015 mantém apenas contrato de gestão com a pasta para produção de conteúdo e gestão operacional.

Recentemente, virou alvo de polêmica ao veicular em sua programação a série "Brasil sem medo", que conta com a participação do escritor Olavo de Carvalho, guru da ala ideológica do governo Bolsonaro. A série faz releituras sobre a ditadura militar e outros períodos históricos do Brasil sob viés conservador.

Ouça o podcast Baixo Clero (https://noticias.uol.com.br/podcast/baixo-clero/), com análises políticas de blogueiros do UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

TV Escola é despejada de sala do MEC

TV Folha

Política