PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Pazuello nega ter sofrido pressão de Lira durante sua gestão na Saúde

Ex-ministro da Saúde se pronunciou após depoimento do deputado Luís Miranda à PF - Wikipedia/Arte/UOL
Ex-ministro da Saúde se pronunciou após depoimento do deputado Luís Miranda à PF Imagem: Wikipedia/Arte/UOL

03/08/2021 22h48

O secretário de Estudos Estratégicos da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Eduardo Pazuello, afirma não ter sofrido qualquer pressão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), durante sua gestão no Ministério da Saúde para disponibilizar recursos da Pasta para atender demandas do parlamentar.

A afirmação foi divulgada nesta terça-feira, 3, por meio de nota da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.

Em depoimento à Polícia Federal, o deputado Luís Miranda (DEM-DF) disse que Lira teria ameaçado pedir a demissão do ex-ministro Pazuello caso ele não liberasse verbas provenientes de emendas a parlamentares - o "pixulé". Miranda relatou que Pazuello contou para ele que havia "sacanagem" no Ministério da Saúde desde a sua chegada à pasta e contou uma conversa com Pazuello, na qual o general contou sobre a grande pressão sofrida no fim de 2020.

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.