PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Números da covid-19 nas Américas são os mais baixos em mais de um ano, diz Opas

Movimentação na rua General Carneiro, na cidade São Paulo, no período de isolamento social - FERNANDA LUZ/ESTADÃO CONTEÚDO
Movimentação na rua General Carneiro, na cidade São Paulo, no período de isolamento social Imagem: FERNANDA LUZ/ESTADÃO CONTEÚDO

Gabriel Bueno da Costa

São Paulo

27/10/2021 12h45Atualizada em 27/10/2021 13h25

Diretor assistente da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Jarbas Barbosa afirmou nesta quarta-feira que, na última semana, foram registrados mais de 800 mil novos casos de covid-19 nas Américas, com 18 mil mortes relacionadas ao vírus. Os números da pandemia na região são os mais baixos em um ano, informou. "Nós temos razões para otimismo, mas precisamos seguir vigilantes", disse ele, durante entrevista coletiva virtual da entidade.

Barbosa disse que há uma queda nos casos do vírus em geral nas Américas, com algumas exceções. "Belize reporta um forte salto nas mortes ligadas à covid-19 e o Paraguai viu os casos dobrarem na última semana", apontou. Em boa parte das ilhas do Caribe os números melhoram, incluindo em Cuba, que enfrentou um surto durante meses, destacou a autoridade da Opas.

Segundo Barbosa, é crucial que os países continuem a adotar medidas de saúde pública como o uso de máscaras, o distanciamento social e limites a grandes reuniões, a fim de controlar a pandemia, "especialmente já que muitos países ainda lutam para expandir a cobertura vacinal".

A Opas informou que, atualmente, quase 44% da população da América Latina e do Caribe já completaram a vacinação contra a covid-19.

Coronavírus