Papa defende vinho e diz que não se pode fazer festa com chá

Na Cidade do Vaticano

  • Gregorio Borgia/Reuters

    Papa ganha vinho do premiê italiano, Matteo Renxi

    Papa ganha vinho do premiê italiano, Matteo Renxi

Depois de saudar casais que celebram 50 anos de matrimônio, o papa Francisco disse nesta quarta-feira (8) que "não se pode encerrar uma festa de casamento bebendo chá".

"Seria uma vergonha. O vinho é necessário para uma festa", afirmou o líder da Igreja Católica na tradicional audiência geral, no Vaticano, diante de 20 mil fiéis que lotaram a praça São Pedro.   

Francisco também elogiou os casais que estão há meio século juntos e ressaltou que eles são exemplos para os jovens.

"Esse sim é que é o vinho bom da família, o vosso é um testemunho que os jovens casais devem aprender. Obrigado pelo vosso testemunho", comentou.

Durante seu discurso na audiência geral, o Papa também recordou trechos do Evangelho e falou sobre o primeiro sinal de misericórdia de Jesus nas bodas de Caná e sobre a transformação da água em vinho, seu primeiro milagre.

"Indica a transformação da antiga Lei de Moisés no Evangelho portador da alegria", disse Francisco.

"Em Caná os discípulos de Jesus se tornam a sua família e nasce a fé da Igreja. Àquelas núpcias todos nós somos convidados, para que o vinho novo não venha mais a faltar", comentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos