Traficante histórico declara guerra a El Chapo, diz revista

Por Marcos Romero CIDADE DO MÉXICO, 28 JUN (ANSA) - A imprensa do México acredita que uma nova guerra entre os cartéis locais teve início. O histórico líder narcotraficante mexicano Rafael Caro Quintero, ex-chefe do Cartel de Guadalajara, estaria pretendendo abocanhar parte do império de Joaquín "El Chapo" Guzmán, do Cartel de Sinaloa, após sua prisão no começo do ano.   

De acordo com o jornal local "Proceso", que cita várias fontes próximas ao traficante, Caro Quintero se atreveu a desafiar o Chapo e atacar seu principal reduto nas montanhas de Sinaloa. Ainda segundo a revista, o fundador do Cartel de Guadalajara, tido como desaparecido, está por trás do ataque na terra natal do Chapo, que aguarda extradição aos Estados Unidos, no último dia 11.   

Na ocasião, cerca de 150 homens armados invadiram Badiraguato e até mesmo atacaram a casa de sua mãe, que teve que ser evacuada às pressas, roubando motos e outros veículos, o que foi interpretado como uma "declaração de guerra".   

Veterano, Caro Quintero foi libertado em agosto de 2013, após quase 30 anos detrás das grades, para o desgosto das autoridades norte-americanas. Até o momento se acreditava que, aos 63 anos, ele se encontrava aposentado, vivendo de renda e se dedicando à agricultura em um próspero rancho em algum local desconhecido do México.   

Mas, aparentemente, ao invés de estar usufruindo da fortuna acumulada durante os anos no narcotráfico, ele esteve ocupado nos últimos anos preparando seu retorno ao mundo dos cartéis.   

Ele não estaria atuando sozinho, mas teria estabelecido alianças com Cartel de los Beltrán Leyva e outras organizações criminosas para enfrentar o Chapo, aproveitando sua debilidade após a prisão. O Cartel de Jalisco Nueva Generación, herdeiro do fundado por ele, também estaria na aliança. Caro Quintero, junto a Ernesto Fonseca, conhecido como "Don Neto", tio de Amado Carrillo, "O senhor dos céus", do Cartel de Juarez, e Miguel Angel Félix, "O Padrinho", é tido como um dos líderes históricos do narcotráfico no México.   

Ele é acusado do assassinato em 1985 do agente antidrogas norte-americano Enrique Camarena, que causou grande escândalo na época e repercussão mundial.   

O narcotraficante estaria agora se dedicando ao tráfico de maconha, metanfetaminas e cocaína.   

Histórico - Líder do cartel de Sinaloa, El Chapo é considerado um dos maiores traficantes do mundo. Ele foi recapturado no início de janeiro pela polícia mexicana. As autoridades teriam conseguido localizá-lo devido a um encontro do ex-traficante com o ator Sean Penn para uma entrevista.   

Altas medidas de segurança foram impostas após ele escapar de uma prisão de segurança máxima em 15 de julho do ano passado. Na ocasião, ele usou um túnel de 1,5 km que ligava o banheiro de sua cela até o outro lado dos muros do presídio. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos