Homem morto em Milão é suspeito de ataque de Berlim

ROMA, 23 DEZ (ANSA) - Um homem que foi morto por policiais em um tiroteio na província de Milão após se recusar a mostrar seus documentos foi identificado como o tunisiano Anis Amri, suspeito de ser o terrorista de 24 anos que atacou um mercado de Natal em Berlim com um caminhão matando 12 pessoas na última segunda-feira (19).   

De acordo com as primeira informações conseguidas pela ANSA, o suspeito, durante um controle de documentos normal na Piazza Primo Maggio, na cidade Sesto S. Giovanni, na região da Lombardia, tirou uma arma de fogo na sua mochila e começou a disparar contra os policiais, que trocaram tiros com o homem e acabaram matando-o.   

Segundo a polícia local, Anis Amri estava a pé e, depois de ter recusado mostrar seus documentos para os oficiais, tirou a pistola da mochila e começou a atirar. Um dos disparos atingiu as costas de um dos policiais que, felizmente, foi levado para um hospital na cidade de Monza e não corre riscos de morte. Já o atirador, que no momento ainda não havia sido identificado pelos agentes, morreu pouco tempo depois. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos