Professora morre de meningite em Roma e gera alerta

ROMA, 28 DEZ (ANSA) - Uma professora de 52 anos faleceu na última segunda-feira (26) de meningite meningocócica e o caso fez com que dezenas de alunos fossem submetidos a exames para detectar a doença e já iniciar um tratamento com remédios.   

Todos os estudantes que tiveram contato com a mulher, que não teve o nome revelado, receberam um e-mail com a notificação nesta terça-feira (27). Isso porque, até a última quinta-feira (23), ela lecionava normalmente na tradicional escola Cesare Battisti.   

A professora foi internada no dia 25 de dezembro e faleceu um dia depois de ser transferida para o Policlínico Gemelli, referência no combate a doenças do tipo. Recentemente, a Itália tem registrado diversos casos de meningite pelo país, especialmente, em pessoas mais jovens. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos