Ônibus turísticos terão que pagar taxa para entrar em Pompeia

POMPEIA, 17 FEV (ANSA) - Os turistas que pretendem visitar Pompeia a partir de março deste ano terão que pagar mais uma taxa. Para poder entrar na antiga cidade romana, os ônibus turísticos deverão pagar um "pedágio" de 80 euros. Em um período de 60 dias após a medida entrar em vigor, esse ingresso será aplicado apenas de maneira experimental e operadoras de turismo desavisadas ou que ainda não estão preparadas para pagar a nova e significativa taxa serão poupadas. No entanto, a partir de primeiro de maio, todos os ônibus turísticos e outros veículos que superarem os 7 metros de comprimento, como vãs, deverão pagar o ingresso. A medida irá impactar de maneira mais forte as companhias de turismo e os agentes independentes responsáveis pelos carros que deverão pagar os 80 euros. Por isso, a medida foi recebida com protestos pelos operadores, mas também por comerciantes e restauradores de Pompeia, que também deverão ser afetados diariamente pelo novo "pedágio". Já para os próprios turistas, que são aconselhados a visitarem a cidade italiana de ônibus com guias, os pacotes e serviços turísticos na região devem aumentar de preço devido à medida. Até os grupos de peregrinos que desejam ir ao santuário dedicado à Virgem de Nossa Senhora do Rosário, o principal tipo de turismo social da região, deverão pagar a taxa de acordo com o seu meio de transporte até o local. A única exceção é dos turistas que se hospedarão em acomodações de Pompeia. Sobre o assunto, o presidente da Federação das Agências de Viagem de Campânia-Basilicata (Fiavet), Ettore Cucari, disse que a taxa prejudicará muito o turismo da região. "Já publicamos as tarifas e vendemos os pacotes até o próximo ano sem calcular a taxa de entrada a Pompeia. Perderemos dois euros por pessoa de renda. Os operadores turísticos deverão pagar do próprio bolso entre 4 e 6 milhões de euros em 2017", disse o italiano.   

"Também é preciso levar em conta o lucro que faltará. Muitos passageiros de cruzeiros mudarão de itinerário, escolhendo Herculano como meta alternativa para não pagarem a taxa", concluiu o presidente da Fiavet. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos