Itália investiga rede de falsificação de dados de imigrantes

MILÃO, 20 FEV (ANSA) - A Procuradoria de Monza, na região da Lombardia, na Itália, está investigando 171 pessoas por falsificar documentos para imigrantes ilegais no país, informou a entidade nesta segunda-feira (20). Outras nove pessoas foram alvo de uma medida cautelar.   

Segundo a investigação, eles criaram uma espécia de associação que permitia a criação de documentos falsos para apresentar às autoridades. Neles, os clandestinos tornavam-se portadores de permissões especiais de permanência na Itália.   

Entre os investigados, está um comerciante que era titular de diversas empresas falsas que dizia ter empregado os estrangeiros quando estes iam procurar empregos em outros locais. Ao todo, foram descobertas 30 empresas falsas que teriam "admitido" mais de 1,5 mil imigrantes irregulares. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos