Casos de violência entre pais e filhos chocam Itália

AREZZO E GENOVA, 27 FEV (ANSA) - Uma série de casos de violência entre pais e filhos chocou os italianos durante o final de semana.   

No fim da noite deste domingo (26), o pai de uma menina foi preso acusado de ter esfaqueado a filha no abdômen e nos braços.   

A criança é filha de um equatoriano que mora em Lavagna, Gênova, e foi levada ao hospital pelo próprio pai, que disse que a menina foi ferida durante uma briga dele com um vizinho.   

No entanto, após uma série de contradições em seu depoimento, o homem foi preso por agressão. Apesar de ele não ter confessado, os policiais afirmam que ele estava sob efeito de álcool e ressaltam que ele já foi denunciado por maltrato a sua esposa e seus filhos, menores de idade.   

Já em Lucignano, na província de Arezzo, um jovem de 18 homens matou o pai com tiros de fuzil. De acordo com a polícia, o rapaz - que não teve o nome identificado - matou o pai, Raffaele Ciriello, 51 anos, com dois tiros e depois ligou para as autoridades para se entregar pelo crime.   

Outro caso revelado no fim de semana, foi o da morte do empreendedor italiano Bruno Allio, 60 anos. Ele morava há muitos anos na Venezuela e foi morto na última sexta-feira (24) pelo próprio filho.   

De acordo com a mídia do país, Santiago Giovanni Allio Torres matou o pai por temer perder sua herança - isso porque seu genitor iria se casar oficialmente com a mãe dele, uma funcionária pública. Torres foi preso no sábado (25), junto com um amigo que ajudou no crime. Um terceiro acusado está foragido.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos