Câmara da Itália aprova decreto para áreas de terremotos

ROMA, 23 MAR (ANSA) - A Câmara dos Deputados da Itália aprovou nesta quinta-feira (23), por um placar de 201 votos a 16, além de 56 abstenções, o terceiro decreto-lei do governo para a reconstrução das áreas do centro do país atingidas por terremotos no segundo semestre de 2016 e no início de 2017.   

O texto, que agora será apreciado pelo Senado, inclui uma série de medidas relativas às regiões de Abruzzo, Úmbria, Lazio e Marcas, que vêm sofrendo com tremores desde 24 de agosto do ano passado, quando um sismo devastou a cidade de Amatrice.   

Entre outras coisas, o projeto destina 41 milhões de euros em 2017 para ajudar os cidadãos de baixa renda afetados pelos terremotos e prevê financiamentos de até 100% para investimentos de até 600 mil euros nos setores de turismo, comércio e agricultura.   

O texto também autoriza cidades e províncias a contratarem 700 funcionários temporários para lidar com a emergência e garante a validade do ano escolar 2016-2017, mesmo que o mínimo exigido por lei de 200 dias letivos não seja alcançado.   

A série de tremores no centro da Itália deixou 333 pessoas mortas e causou 23 bilhões de euros em danos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos