Harvard é investigada por discriminar asiáticos

NOVA YORK, 22 NOV (ANSA) - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos iniciou nesta terça-feira (21) uma investigação sobre as políticas de admissão de Harvard, argumentando que a prestigiada universidade discrimina estudantes asiáticos.   

De acordo com a denúncia informada pela "CNN", a universidade norte-americana não respeita a lei federal. Ao todo, 64 associações asiático-americanas registraram queixa em maio de 2015.   

"A queixa relata a discriminação racial contra os asiáticos norte-americanos na política e na prática de admissão", explicou Sarah Isgur Flores, porta-voz do Departamento de Justiça.   

Segundo ela, o ministério "está empenhado em proteger todos os norte-americanos de qualquer discriminação racial". Desta forma, a universidade tem até 1 de dezembro para apresentar seus documentos legais.   

"O Departamento de Justiça examina seriamente qualquer possível violação dos direitos civis e constitucionais do indivíduo", acrescentou Flores.   

Por sua vez, a universidade tem questionado a prerrogativa do Ministério das Investigações e afirmou que suas políticas não são facciosas e cada candidato é considerado sem preconceito.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos