PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Após escândalo, vice-premier da Irlanda renuncia ao cargo

29/11/2017 10h43

LONDRES, 29 NOV (ANSA) - Em meio a um escândalo de corrupção e sob pressão da oposição, a vice-primeira-ministra da Irlanda, Frances Fitzgerald, renunciou ao cargo nesta terça-feira (28). A renúncia veio algumas horas depois do Parlamento votar a favor de uma censura contra o governo do atual primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, pelo envolvimento de Fitzgerald em um escândalo policial.   

A saída da vice-premier deve evitar a queda do atual governo e uma possível eleição antecipada, que poderia atrapalhar as negociações da saída do Reino Unido da União Europeia (UE), o chamado "Brexit".   

"Decidi colocar o interesse nacional acima da minha própria reputação. Foi necessário tomar essa decisão para evitar eleições potencialmente desestabilizadoras neste momento crítico", afirmou Fitzgerald em uma nota.   

A oposição exigiu a renúncia da vice-primeira-ministra após a divulgação de documentos que comprovavam a participação dela em uma camapnha de difamação contra um detetive.   

- Brexit: A crise política irlandesa chega às vésperas de uma importante reunião sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado Brexit, que debaterá a questão das fronteiras entre a Irlanda e a Irlanda do Norte.   

No entanto, o entrave das negociações do Brexit deve permanecer, já que Michel Barnier, chefe das negociações pelo lado europeu, revelou hoje (29) que ainda não feito nenhum progresso sobre os três pontos preliminares com o Reino Unido. "O trabalho sobre os temas principais continua esta semana em um espírito construtivo", ressaltou após rumores de que a situação estaria próxima da solução.   

Além da fronteira, os outros dois assuntos que precisam ser resolvidos nessa primeira fase de negociações são a questão da cidadania europeia após a saída do Reino Unido e o valor da conta do "divórcio". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional