Prefeito representa Jesus como negro para evitar roubo em presépio e peça é furtada

Em Viareggio (Itália)

  • Facebook/ Elisa Montemagni

    Presépio em Viareggio, na Itália, com o Jesus negro

    Presépio em Viareggio, na Itália, com o Jesus negro

O prefeito de Viareggio, Giorgio Del Ghingaro, anunciou em sua página do Facebook nesta quarta-feira (27) que o menino Jesus do presépio da cidade foi roubado. A estatueta gerou polêmica durante as festas de Natal. O menino foi representado como negro, e a iniciativa foi considerada como "propagandista" e "instrumentalizada" por uma vereadora da sigla ultranacionalista Liga Norte.

Em meio a situação, o prefeito declarou através das redes sociais que as estatuetas brancas no presépio eram roubadas assim que colocadas, por isso optou por colocar uma representação negra.

Após o furto, o prefeito mostrou perplexidade com o fato. "Vocês não vão acreditar. Depois de roubarem o branco, pegaram também o menino Jesus negro", escreveu.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos