PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Jovens podem ficar meses presos em caverna na Tailândia

03/07/2018 08h29

BANGKOK, 3 JUL (ANSA) - Os 12 adolescentes e o técnico de futebol que estavam desaparecidos dentro de uma caverna e foram encontrados ontem (2) com vida podem ter que aguardar por meses no local até que as equipes de resgate consigam retirá-los com segurança. "Vamos enviar comida para pelo menos quatro meses e vamos ensinar os 13 a como mergulhar, enquanto continuamos drenando a água que inunda as galerias da caverna", disse o capitão Anand Surawan, das Forças Armadas da Tailândia. Os 12 adolescentes têm entre 11 e 16 anos de idade, enquanto o técnico tem 25 anos de idade. Ele estavam desaparecidos há 10 dias, após entrarem na gruta Tham Luang-Khun Nam Noon. O local tem 10 km de extensão, mas a temporada de chuvas - que termina só em novembro - alagou a entrada do local e impede que os jovens saiam.   

Uma equipe de mergulhadores conseguiu localizar na noite de ontem o grupo em uma das galerias da caverna. Eles estavam sentados em uma rocha e todos passam bem. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional