PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Itália afirma que não comprará mais caças F-35

06/07/2018 12h17

ROMA, 06 JUL (ANSA) - A ministra da Defesa da Itália, Elisabetta Trenta, anunciou nesta sexta-feira (6) que o país não comprará outros caças supersônicos F-35, de fabricação norte-americana, e que reavaliará os contratos assinados pelo governo anterior.   

O programa de defesa italiano previa a aquisição de cerca de 90 aviões militares dos Estados Unidos, mas as gestões anteriores, de Matteo Renzi e Paolo Gentiloni, já tentavam reduzir os custos da operação.   

"Não compraremos outros F-35, estamos avaliando se mantemos ou cortamos os contratos em vigor", declarou Trenta, que está no cargo desde 1º de junho e pertence ao antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), crítico do programa militar italiano .   

Segundo a ministra, o governo estuda agora se é mais barato manter os contratos vigentes ou rompê-los e arcar com as multas.   

"Não podemos esquecer, contudo, que junto com o F-35 há um pacote de natureza tecnológica, de pesquisa e empregos", ressalvou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional