PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Itália investiga mais 2 suspeitos de tragédia em discoteca

21/12/2018 15h04

ANCONA, 21 DEZ (ANSA) - O Ministério Público de Ancona, na Itália, está investigando mais dois suspeitos de participar do tumulto que deixou seis mortos em uma discoteca de Corinaldo, no centro-leste da Itália.   

De acordo com as autoridades, os homens foram identificados como Marco Cecchini, um DJ, e Gianni Ermellin, segurança da boate "Lanterna Azzurra". Eles são acusados de cumplicidade em homicídio agravado, assim como os outros sete investigados no caso. A tragédia ocorreu no último dia 8 de dezembro, quando o rapper Sfera Ebbasta se apresentava na discoteca. Segundo relatos de testemunhas, o lançamento de um spray de pimenta provocou pânico no público, que derrubou uma balaustrada ao tentar fugir do local. Ao todo, seis pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas. Além desses investigados, há um adolescente de 15 anos que é suspeito de lançar o spray de pimenta que teria originado o tumulto. A investigação é realizada por dois peritos: o tenente Costanzo Di Perna e Marcello Mangione. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional