Topo

Israel e Jihad Islâmica anunciam cessar-fogo em Gaza

12.nov.2019 -  Um foguete é disparado de Gaza em direção a Israel - Mohammed Salem/Reuters
12.nov.2019 - Um foguete é disparado de Gaza em direção a Israel Imagem: Mohammed Salem/Reuters

em Tel Aviv (Israel)

14/11/2019 14h42

O Exército de Israel confirmou hoje o cessar-fogo com a Jihad Islâmica na Faixa de Gaza, encerrando a operação que levou à morte do comandante militar do grupo palestino, Baha Abu al Ata, anteontem. Apesar disso, fontes locais relataram o disparo de foguetes e o alerta de sirenes logo pela manhã, horas após da entrada em vigor do cessar-fogo.

O Exército ressaltou que atingiu seus objetivos com "um duro golpe" à Jihad Islâmica e, que, portanto, encerrará a operação "Cintura Negra". "Agora, o foco será a região norte e as ameaças dos aliados do Irã", disse um porta-voz militar.

Desde a morte do líder militar da Jihad Islâmica, Israel e a Faixa de Gaza vivenciaram uma escalada de violência e tensão. Ao menos 34 pessoas morreram e 113 ficaram feridas do lado palestino.

Israel fez uma operação aérea na última terça-feira que matou o líder militar da Jihad Islâmica. Em resposta, o grupo palestino lançou 350 foguetes em direção à Israel, que respondeu com novos ataques.

Internacional