PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Região da Itália flexibiliza restrições de circulação em meio à pandemia

Veneza fica na região de Vêneto, no nordeste da Itália - Andrea Pattaro/AFP
Veneza fica na região de Vêneto, no nordeste da Itália Imagem: Andrea Pattaro/AFP

Em Veneza (Itália)

13/04/2020 12h05

O governador do Vêneto, Luca Zaia, anunciou hoje o início da "fase dois" das medidas de contenção do novo coronavírus na região e retirou a imposição de que os moradores só podem sair a até 200 metros de sua residência.

"Tirar o limite de 200 metros é um voto de grande confiança. Pode-se passar disso, mas não se pode chegar a quatro ou cinco quilômetros de distância. É preciso bom senso", destacou o governador ao anunciar as novas medidas.

Além da liberação da circulação, os moradores receberam algumas novas orientações, como a manutenção da obrigatoriedade de sair de casa usando uma máscara - médica ou caseira - e levando um higienizador de mãos e a proibição de deixar a sua residência caso apresente febre acima dos 37,5° Celsius.

Ainda como medida para evitar a propagação, subiu para dois metros a distância mínima entre as pessoas em filas de mercados e entre os cidadãos que estejam caminhando ou praticando exercícios na rua. Na decisão anterior, esse distanciamento ficava em um metro. De acordo com o governo, o aumento da distância tem a ver com as novas evidências mostradas por especialistas, que mostram que ficar a apenas um metro de distância não evita o risco de contágio por conta de gotículas no ar. Para os funcionários do comércio essencial, continua a obrigação do uso de máscara e luvas.

A nova ordem ainda permite que as pessoas do mesmo núcleo familiar, que morem na mesma residência, possam fazer piqueniques nos jardins de suas casas. A proibição para esse tipo de atividade ao ar livre em parques ou com amigos e parentes que morem em outros locais continua valendo. Além das restrições nacionais, que foram estendidas até o dia 3 de maio, as regiões também fazem as suas próprias orientações de acordo com o número de casos e as necessidades locais. A região do Vêneto é a quarta mais afetada em número de casos na Itália, com 14.077 contaminações confirmadas - atrás da Lombardia (59.052), Emilia-Romagna (20.098) e Piemonte (16.660).

Vêneto registra 856 mortes, também atrás das mesmas regiões - Lombardia com 10.621 , Emilia-Romagna com 2.564 e Piemonte com 1.729.

Já no total, a Itália contabiliza 156.363 casos confirmados da Covid-19 com 19.899 mortes e 34.211 curados. (ANSA)

Coronavírus