PUBLICIDADE
Topo

Federação italiana investiga presidente da Lazio

27/05/2020 14h19

ROMA, 27 MAI (ANSA) - O presidente da Lazio, Claudio Lotito, virou alvo de uma investigação aberta pelo chefe da promotoria da Federação Italiana de Futebol (Figc), Giuseppe Chinè.   


Luiz Ruzzi, ex-agente do atacante Mauro Zárate, que defendeu o clube da capital entre 2008 e 2013, acusou Lotito de ter pago regularmente apenas uma parte do salário do jogador argentino.   


Com isso, Chinè decidiu abrir um processo para investigar se o presidente Lazio cometeu alguma irregularidade.   


Segundo Ruzzi, o jogador argentino recebeu sete milhões em cinco anos, mas "o acordo era de 20". O agente explicou que a diferença foi paga como comissão para a empresa londrina Pluriel Limited, que por sua vez transferiu a quantia para uma empresa do irmão de Zárate. Segundo o programa de TV "Le Iene", Lotito fez isso para evitar pagar impostos sobre essa parte do salário.   


Com a camisa da Lazio, Zárate disputou 126 jogos e anotou 34 gols. O atacante, que defende atualmente o Boca Juniors, conquistou duas Copas da Itália e uma Supercopa pelo time da capital.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.