PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Líder do Estado Islâmico na Alemanha é condenado a 10 anos

Abu Walaa, é considerado o líder do grupo terrorista Estado Islâmico no país e é apontado como o principal recrutador de jovens - JULIAN STRATENSCHULTE / POOL / AFP
Abu Walaa, é considerado o líder do grupo terrorista Estado Islâmico no país e é apontado como o principal recrutador de jovens Imagem: JULIAN STRATENSCHULTE / POOL / AFP

24/02/2021 09h57

BERLIM, 24 FEV (ANSA) - O tribunal de Celle, na Alemanha, condenou um iraquiano de 37 anos a 10 anos e meio de prisão por financiamento do terrorismo nesta quarta-feira (24). Ahmad Abdulaziz Abdullah, conhecido como Abu Walaa, é considerado o líder do grupo terrorista Estado Islâmico no país e é apontado como o principal recrutador de jovens para se aliarem aos extremistas.

Conforme a decisão, Walaa ajudava financeiramente esses jovens a irem para os territórios ocupados pelo EI na Síria e Iraque para combater ao lado dos jihadistas.

Ao todo, oito jovens moradores da região da Baixa Saxônia e de Ruhr foram enviados ao país, incluindo dois gêmeos que cometeram um atentado em território iraquiano em 2015.

O juiz ainda afirmou que o homem "era uma autoridade importante e com grande carisma", mesmo que na maior parte de seus discursos publicados online ele não mostrasse seu rosto.

O iraquiano, que chegou à Alemanha em 2001, atuava em uma mesquita em Hildesheim e foi preso em 2016 - com o local sendo fechado pouco depois, em março de 2017. Além disso, era bastante famoso nas redes sociais, onde conversava diretamente com os jovens.

No processo, outras três pessoas, com idades entre 32 e 55 anos, do grupo ligado a Walaa foram condenadas à prisão com penas de até oito anos.

Internacional