Atirador de Las Vegas era um terrorista?

  • BBC

    Stephen Paddock foi identificado pela polícia como o responsável pelo atentado de Las Vegas

    Stephen Paddock foi identificado pela polícia como o responsável pelo atentado de Las Vegas

À medida que mais detalhes surgem sobre o atirador que matou pelo menos 58 pessoas e feriu mais de 500 durante um show em Las Vegas, um debate ganhou força: Stephen Paddock, o atirador, deve ser classificado como um terrorista?

Até o momento, o americano de 64 anos, que abriu fogo de um quarto no 32º andar do hotel Mandalay Bay, está sendo descrito pela mídia apenas como um "lobo solitário", "avô", "ex-contador" e "apostador".

Ainda não sabe o que motivou Paddock a levar a cabo o mais letal tiroteio em massa da história recente americana. A polícia de Las Vegas e o FBI, a polícia federal americana, ainda não encontraram qualquer ligação do americano com o terrorismo internacional. Tampouco há confirmação de que ele sofria de alguma doença mental.

Mas muitas pessoas nas mídias sociais afirmaram que o termo "terrorista" teria sido imediatamente usado para descrever Paddock caso ele fosse muçulmano, e que a ligação com o extremismo islâmico teria sido assumida mesmo sem evidência.

Celebridades e acadêmicos têm discutido por que isso não aconteceu no caso.

De acordo com a legislação do Estado de Nevada, onde fica Las Vegas, um "ato de terrorismo" é descrito como "qualquer ato que envolva o uso de violência com a intenção de causar ferimentos graves à população em geral".

No plano federal, os EUA definem "o terrorismo doméstico como atividades que obedecem a três critérios: 'atividades perigosas para a vida humana que violem legislação federal ou estadual', 'atividades com a intenção de coagir ou intimidar civis ou autoridades' ou 'atividades que ocorram primariamente nos EUA'".

Reprodução/Twitter
Post no Twitter ironiza paleta de cores com termos usados para descrever criminosos
O FBI, por sua vez, fala em intento de "intimidar ou coagir um governo ou a população como parte de objetivos políticos e sociais".

Este último elemento parece ser chave nessa definição --o perpetrador de violência está tentando não apenas causar danos em massa, mas também influenciar governos ou propagar determinada ideologia?

Muitas pessoas nas redes sociais compartilharam os termos da legislação de Nevada e questionaram por que o xerife de Las Vegas, durante uma entrevista coletiva sobre Paddock, disse a seguinte frase:

"Não sabemos quais eram suas crenças e valores. No momento, acreditamos que ele era um ator solo, um lobo solitário".

Reprodução/Twitter
Internautas acreditam que mídia e autoridades se influenciam por aspectos raciais ao descrever suspeitos
No Twitter, a frase "lobo solitário" já foi usada mais de 200 mil vezes desde o ataque em Vegas. A expressão "ataque terrorista", 170 mil, como parte de discussões em que as pessoas apontam disparidades entre a descrição de suspeitos brancos e de outras raças.

No Facebook, a polêmica esquentou. Um usuário da Indonésia especula que Paddock talvez não fosse chamado de terrorista "por que não tem feições árabes".

Mahmoud ElAwadi, muçulmano que vive nos EUA, diz que o ataque, por pior que fosse, não afetaria pessoas brancas como sua família foi afetada por ataques islâmicos.

Julgamentos

As regras editorias da BBC são claras no que diz respeito ao uso dos termos terrorista ou terrorismo.

"Não há consenso formal sobre o que constitui um terrorista ou um ataque terrorista. O uso dos termos frequentemente envolve um julgamento de valor".

"Sendo assim, não devemos mudar a palavra terrorista quando citarmos alguém, mas devemos evitar usá-lo nós mesmos."

"Isso não significa que evitamos transmitir a realidade e o horror de um determinado ato; devemos considerar como o uso de nossa linguagem vai afetar nossa reputação de um jornalismo objetivo."

Apesar da maioria esmagadora de comentários criticando a mídia e as autoridades por não chamarem Paddock de terrorista, houve argumentos em contrário. O principal é o de que o terrorismo precisa ser politicamente ou religiosamente motivado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos