Trump pede mudança para que Otan também combata o terrorismo

Washington, 24 mar (EFE).- O empresário Donald Trump, líder entre os pré-candidatos republicanos à presidência dos Estados Unidos, defendeu nesta quinta-feira uma mudança na "obsoleta" Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para que os soldados da aliança também participem do combate ao terrorismo nos países-membros.

"A Otan está obsoleta e deve mudar para se concentrar também no terrorismo, além de algumas das coisas às quais atualmente se dedica", disse Trump em mensagem publicada no Twitter.

O empresário já tinha criticado o papel dos EUA na Otan na última segunda-feira, quando disse ao jornal "The Washington Post" que a participação americana na aliança "custa uma fortuna" e que ela já não representa um "conceito tão bom" como quando foi criada em 1949.

Trump reiterou hoje que os EUA pagam uma parte desproporcional do custo da Otan. "Por que fazemos isso? É hora de renegociar, e é preciso fazer isso agora!", ressaltou no Twitter.

O pré-candidato republicano, porém, não chegou a defender a saída dos EUA da Otan. Trump argumenta que o governo americano não pode "se permitir" gastar tanto dinheiro na aliança militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos