Hollande diz que rede jihadista de atentados está caminhando para o fim

Em Paris

  • Stephane de Sakutin/Pool/AFP Photo

O presidente da França, François Hollande, garantiu nesta sexta-feira que a rede jihadista por trás dos atentados de Paris e Bruxelas está "caminhando para ser destruída", mas advertiu que há outras que continuam representando uma ameaça.

"Tanto em Bruxelas quanto em Paris houve certo número de detenções e sabemos que há outras redes porque, embora a que cometeu os atentados de Paris e Bruxelas esteja caminhando para ser destruída, segue havendo uma ameaça", disse Hollande sobre as prisões feitas na França e na Bélgica, depois de se reunir no Palácio do Eliseu com o ex-presidente israelense Shimon Peres.

Ele ressaltou que a consciência sobre os riscos existentes obriga a solucionar "os problemas que infelizmente justificaram esta propagação da guerra".

A Síria é nosso primeiro alvo. Não nos esqueçamos do Iraque nem da questão dos refugiados, que é extremamente dolorosa porque há 4 milhões de refugiados sírios."

Entre as recentes detenções em operações antiterroristas se encontra a de um homem ontem nos arredores de Paris que planejava um atentado iminente e era próximo ao provável coordenador dos ataques de 13 de novembro na França, Abdelhamid Abaaoud.

O suposto terrorista foi identificado pela emissora francesa "i-Télé" como Reda Kriket, um francês de 34 anos condenado à revelia em Bruxelas em 2015 a cinco anos de prisão junto a Abaaoud, após uma ordem de prisão internacional contra ele em 2014 por seu envolvimento em uma rede de captação jihadista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos