Putin e Erdogan acordam encontro, diz presidência turca

Istambul, 29 jun (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e seu colega russo, Vladimir Putin, acordaram nesta quarta-feira em uma conversa telefônica se encontrar pessoalmente para "reavivar as relações bilaterais", informou a presidência turca.

A ligação, anunciada ontem, aconteceu às 9h GMT (6h, em Brasília), e serviu para "normalizar as relações turco-russas", segundo o comunicado de presidência.

Ancara e Moscou mantêm tensas relações desde que as Forças Aéreas turcas derrubaram, em novembro, um caça russo na fronteira da Síria, assegurando que tinha penetrado em espaço aéreo turco, extremo negado pelo Kremlin.

"Os dois líderes, sublinhando sua decisão de reavivar as relações bilaterais, lutar juntos contra o terrorismo, acordaram seguir em contato e manter uma reunião pessoalmente", afirma a nota, sem precisar quando o encontro pode acontecer.

Erdogan e Putin "darão os passos necessários para cooperar frente às crises políticas, econômicas e humanitárias da região", acrescenta o texto.

Putin expressou, além disso, suas condolências a seu colega e ao povo turco pelo ataque terrorista que ontem à noite deixou 41 mortos no aeroporto Atatürk de Istambul.

A tensão diplomática levou Moscou a impor sanções à Turquia, que afetaram gravemente o setor do turismo, vital para a economia turca.

Na segunda-feira foi divulgada a informação de que Erdogan tinha escrito uma carta a Putin para transmitir suas condolências à família do piloto, que morreu baleado ao se ejetou de paraquedas do caça abatido, e pedir "desculpas".

A carta foi aceita por Moscou como um passo rumo à reconciliação e a chamada de Putin a Erdogan constitui outro avanço.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos