Juncker critica renúncia de líderes que apoiaram o "Brexit"

Estrasburgo (França), 5 jul (EFE).- O presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker, criticou nesta terça-feira os líderes políticos que apoiaram o "Brexit", a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), como o eurofóbico Nigel Farage e o ex-prefeito de Londres, Boris Johnson, e que renunciaram, atitude, segundo ele, não é "patriótica".

"Os heróis do 'Brexit' de ontem são agora os tristes heróis de hoje. Aqueles que contribuíram com a situação no Reino Unido, renunciaram", criticou Juncker, durante um debate sobre o assunto no plenário da Eurocâmara, em referência a "Johnson, Farage e outros".

"Os patriotas não renunciam quando as coisas se tornam difíceis, mas permanecem", opinou Juncker, acrescentando compreender que o campo dos defensores da permanência na UE durante a campanha necessitassem de algumas semanas para refletir, mas disse que não entender que os do "Brexit" necessitem de "meses para refletir antes de saber o que fazer".

Ele também disse que acreditava que teriam um plano, mas acrescentou que "em lugar de desenvolver um plano estão abandonando o barco".

Farage, eurodeputado e líder do Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), anunciou na segunda-feira sua renúncia, enquanto Johnson decidiu na semana passada não se apresentar como candidato a dirigir o Partido Conservador e a primeiro-ministro depois que seu companheiro de campanha e responsável de Justiça, Michael Gove, decidisse aspirar a liderança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos