Hillary promete ser a presidente de "todos" os americanos

Filadélfia (EUA), 28 jul (EFE).- A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, prometeu nesta quinta-feira que, se ganhar as eleições de novembro, será a presidente de "todos" os americanos, tanto dos que votarem nela como dos demais.

"Levarei todas suas histórias e vozes comigo à Casa Branca", disse Hillary durante seu discurso de aceitação da candidatura presidencial na Convenção Nacional Democrata na Filadélfia.

Ao início de seu discurso, a candidata se dirigiu aos simpatizantes seu rival nas primárias, o senador Bernie Sanders, aos quais garantiu que "sua causa é nossa causa".

Hillary destacou que os Estados Unidos precisam da "energia" e da "paixão" que os eleitores do senador dedicaram à sua campanha.

Em seguida, a ex-secretária de Estado, que foi interrompida pelos aplausos do público em vários momentos de seu discurso, declarou que o candidato republicano, Donald Trump "quer nos dividir do resto do mundo e entre nós".

"Não construiremos um muro", afirmou em referência ao que Trump quer construir na fronteira com o México e acrescentou que, ao invés disso, construirá "uma economia onde todo mundo que queira um trabalho bem pago possa ter um".

Além disso, Hillary denunciou o "racismo sistêmico" que sofrem as comunidades negra e latina nos EUA, ao prometer uma reforma do sistema judiciário e um maior controle das armas.

"Temos que curar as divisões em nosso país", destacou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos