UE suspende Farc de sua lista de organizações terroristas

Em Bruxelas

  • Guillermo Legaria/AFP

    Manifestantes se concentram na praça Bolívar, em Bogotá, para celebrar o acordo de paz com as Farc

    Manifestantes se concentram na praça Bolívar, em Bogotá, para celebrar o acordo de paz com as Farc

A União Europeia (UE) suspendeu nesta segunda-feira (26) as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) de sua lista de organizações terroristas, anunciou a chefe da diplomacia do bloco, Federica Mogherini.

A alta representante para Política Externa e de Segurança explicou que a decisão foi adotada hoje pelo Conselho da UE e avaliou a assinatura do acordo de paz na Colômbia como uma "boa notícia para o país e o povo colombiano", segundo um comunicado.

"A Colômbia teve hoje a coragem de virar a página após 50 anos de longo conflito, dando mostras a todo o mundo de que a paz é possível e que pode ser conseguida com liderança e determinação. A Colômbia manda hoje uma mensagem de esperança ao resto do planeta", disse Mogherini em comunicado.

Além disso, ela ressaltou que a UE "apoiou ativamente este processo de paz desde o princípio" e que a decisão de retirar as Farc da lista tem "plenos efeitos" desde a assinatura do acordo de paz.

A chefe da diplomacia europeia acrescentou que a UE está disposta a manter seu apoio ao país, com foco "na execução do acordo após o referendo que está previsto (para acontecer no próximo domingo)" e que está preparada "para dar um pacote de ajuda, que inclui um Fundo Fiduciário, de cerca de 600 milhões de euros".

"Hoje, a paz está nas mãos do povo colombiano. Um respaldo ao acordo teria efeitos de onda expansiva no resto do continente e no mundo inteiro. Mandaria uma mensagem de reconciliação, uma contundente mensagem de que todos os conflitos têm um final quando todos contribuímos para a conquista da paz", declarou.

As Farc não serão eliminadas definitivamente da lista, na qual foram incluídas após os atentados nos Estados Unidos de 11 de setembro de 2001, mas a decisão de hoje permite a suspensão provisória das sanções vinculadas à sua presença nessa lista, entre elas o congelamento de bens.

A lista da UE em matéria de terrorismo inclui pessoas ou grupos que atuam dentro ou fora do território da União e é revisada regularmente pelo Conselho ou, pelo menos, a cada seis meses.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos