Bashar al Assad diz que Fidel ficará para sempre nas mentes de gerações

Beirute, 26 nov (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al Assad, afirmou neste sábado que Fidel Castro, que morreu ontem à noite em Havana, aos 90 anos, "ficará para sempre nas mentes das gerações e de todos os povos que desejam a verdadeira independência do jugo do colonialismo e da hegemonia".

Em um telegrama enviado a Cuba para expressar suas "profundas condolências" e divulgado por seu gabinete, Assad lembrou também que "a amiga Cuba conseguiu, com sua liderança decidida, fazer frente às maiores sanções e campanhas injustas das quais foi testemunha em nossa história recente".

Por isso, acrescentou Assad, o país caribenho "se transformou em farol da liberdade dos povos da América Latina".

O telegrama que Assad enviou em nome do povo sírio foi destinado ao presidente cubano e irmão de Fidel, Raúl Castro, assim como aos líderes e ao povo de Cuba.

Na mensagem, Assad descreveu Fidel como "o grande líder cubano que liderou a luta de seu povo e país contra o imperialismo e a hegemonia durante décadas de forma eficiente e efetiva, e sua determinação se tornou lendária e inspirou líderes e povos de outras partes do mundo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos